AH, O COURO.

Há algo de mágico no universo do couro e possivelmente é isso que nos faz ser apaixonados por essa matéria prima tão nobre, antiga e versátil (pra não citar uma outra dezena de qualidades). 

Neste final de semana estivemos no RS a convite da CICB (Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil) para participarmos, como painelistas, dividindo nossa experiência empreendedora junto ao fórum anual. Aproveitamos a deixa pra dar um pulo em alguns curtumes da região.

Ao visitar nossos fornecedores a gente lembra o quão complexo pode ser o processo por trás da indústria do curtimento, com todo o seu universo de variáveis envolvidas - do manejo do gado ao acabamento final, e inevitavelmente há arte nisso - arte de artesão, como um cozinheiro que segue a receita, mas que confia no paladar, no cheiro e no olhar pra saber a hora e quantidade certa de acrescentar os ingredientes.

É também no RS, em Estância Velha, onde fica uma das poucas escolas de couro do mundo (três, se não me engano) e que há mais de 50 anos forma técnicos na arte do curtimento. Todo ano, em julho, eles promovem um curso intensivo de uma semana, no qual os alunos aprendem todo o processo, da retirada da pele do animal ao artigo pronto e acabado. Ano que vem estaremos lá!

image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image

Deixe um comentário

Register / Login