Ocean Road - Por Rodrigo Vega e Francine Dezidério

image

Melbourne é uma cidade super bem localizada geograficamente, abriga praias de água cristalina e algumas das paisagens mais impressionantes que já vimos. É o caso da Great Ocean Road.

Desde que saímos do Brasil, sabíamos que uma coisa não poderíamos deixar de fazer: Dirigir pelos 243km dessa estrada - que foi construída a fins de homenagear aqueles que lutaram e perderam suas vidas na Primeira Guerra Mundial.

São praias praticamente desertas, florestas densas, picos de surf de alto nível, faróis estonteantes e vistas de tirar o fôlego.
Saindo de Melbourne, a primeira parada foi Torquay, mais precisamente Bells Beach, onde no mês de abril acontece uma das etapas do circuito mundial de surfe da WSL.

Apesar de estarmos lá em pleno verão, a temperatura não nos permitia tirar nossas blusas de frio e aventuravam-se apenas aqueles que, de long john, estavam em busca de boas ondas.

image

De lá seguimos na direção oeste em busca de mais. Aquilo era só um aperitivo do que estava por vir. Não muitos quilômetros a frente estava Split Point Lighthouse, um farol que nos rendeu ótimas fotos.

Havíamos saído cedo de casa, e logo era hora de procurar um lugar para almoçar. Pegamos a estrada e, sem precisar fazer nenhum desvio, nos deparamos com um lugar que ao mesmo tempo que parecia não ser dali, se encaixava perfeitamente ao local. Era a Wye General, localizada na cidadezinha de Wye River; uma loja geral que vendia desde amenidades e algumas lembrancinhas locais para viajantes até suprimentos para aqueles que ali viviam. Anexo à loja estava seu restaurante, que naquele mesmo espírito de apoio à sua comunidade, servia pratos com ingredientes frescos locais. Com nossos estômagos forrados, a estrada nos chamava.

image
image

O que ainda nos aguardava superou todas as expectativas e encerrou a viagem da melhor maneira possível: Era o Loch Ard Gorge. Apesar de ter bem menos gente, de o dia estar se aproximando do fim e o frio começando a apertar, nossa experiência foi incrível! Pedras gigantescas sozinhas no meio do mar, tentando resistir à força das ondas que as golpeavam, faziam o cenário perfeito para qualquer fotógrafo ou filmmaker.

image

Saímos de lá inspirados, com as energias renovadas para voltar ao Brasil e cheios de ideias na bagagem, além de um vídeo que nos orgulhamos de apresentar.

Ah! Outro ponto alto dessa viagem é que saindo do Loch Ard Gorge é possível pegar um caminho alternativo que reduz em quase 2 horas a viagem de volta. Esse caminho também pode ser feito na ida, mas aí qual é a graça?

Nino Studio se dedica a fotos e vídeos comerciais e de viagens e é formado por Rodrigo Vega e Francine Dezidério.


image

Deixe um comentário

Register / Login