Caloi 1978 - Dia de Princesa

image

Um dia desses estava voltando de rolê com minha Peugeot 10 1978, quando fui interceptado por um senhor que perguntou se eu gostava de bicicleta velha. Era um vizinho nosso, que morava a duas quadras da casa dos meus pais, e que logo revelou estar vendendo uma Caloi 10 original guardada no porão. Fui até a casa dele pra conhecer a magrela. Não sou um profundo conhecedor de bikes antigas, mas vi de cara que ela tinha pelo menos uns 20 anos, estava original e naturalmente deteriorada.

Há quem ache que o charme das magrelas antigas está na aparência detonada que elas possuem - riscos, decalques rasgados e outras tantas marcas que o tempo proporcionou. De fato, a depender da raridade da peça e do estado em que ela se encontra, vale a pena refletir bem.

Enfim, dessa eu não tive dó. O objetivo não foi restaurar, tão pouco criar uma BIKE DESIGN CONCEITO, mas sim dar um ar renovado pra bicicleta.

Em Curitiba existem duas oficinas de bike que ainda tem coragem de mexer nessas preciosidades. Numa delas fiz toda a revisão com graxa, troquei os pneus, câmaras, cabos e conduítes. Levei quadro e garfos desmontados para jatear. Antes da pintura com tinta PU aplicamos também Wash Prime, pra garantir vida longa a pintura. A cor cinza deu lugar a um branco off white. A fita do guidão estava velha e ressecada. Fizemos na fábrica uma em couro e instalamos por aqui mesmo. Instalamos pedais de alumínio, pois os antigos estavam moídos. Câmbio, relação, guidão mesa e freios foram mantidos originais. 

image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image

Deixe um comentário

Cadastro / Login